Empoderamento

Feminino

Tem como objetivo o fortalecimento e a ampliação da relação com o público feminino do entorno, mobilizando e acolhendo mulheres que oferecem ou buscam formação, saraus e apresentações artísticas como forma de expressão ou entretenimento. Com foco no protagonismo da mulher, a proposta deste núcleo é propor ações em que através da arte e cultura seja possível discutir, repensar relações e diminuir diferenças de gênero e as diversas violências vividas por mulheres, especialmente na periferia. Clique nas imagens abaixo para conhecer que compõem o núcleo.

Baque 

Mulher

  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Facebook Ícone

Bem vindas Mulherada de Fé!

O Grupo Baque Mulher é o primeiro grupo de maracatu de baque virado composto só por mulheres, Fundado e regido por Mestra Yakekerê Joana Cavalcante, primeira e única Mestra a reger um Maracatu Nação, tem como objetivo unir as mulheres para brincar de tocar Maracatu, confraternizar e juntá-las, possibilitando a troca de experiências de vida. Além de tocar, as integrantes do grupo tratam de outros assuntos do universo feminino.

 

Batuqueiras de fora de Recife passam então, a fortalecer o movimento realizando ensaios em suas cidades. Assim surge o Baque Mulher em várias cidades do País (São Paulo, Santos, Rio de Janeiro, Londrina, Campinas, etc.).

 

Baque Mulher SP surge no mês de março de 2016, devido à iniciativa da Mestra Joana Cavalcante em realizar a gravação da Loa "Bate o tambor, oh Negra" por todas as cidades do Brasil, nas quais o Baque Mulher se disseminou, em comemoração ao mês das mulheres. Desde então, o Baque Mulher vem se apresentado em diversos locais com o foco no empoderamento de mulheres, Saraus feministas, Círculos de mulheres entre outros. O grupo também se apresentou na Virada Cultural Paulista no ano de 2017.

 

Nosso objetivo é fortalecer o trabalho do Baque Mulher na cidade de São Paulo, promovendo esse espaço de encontro, troca e aprendizado da cultura do Maracatu de Baque Virado; abrindo espaço para que cada vez mais mulheres possam ter acesso ao tambor na tentativa de garantir essa possibilidade que historicamente nos foi tirada! Tendo como uma prerrogativa auxiliar Mestra Joana a empoderar as jovens adolescentes da Comunidade do Pina (Recife- PE) fazendo esse intercâmbio e participando em ações pontuais, mesmo que fisicamente distante.

 

Atualmente tem uma coordenação compartilhada entre Cléia Varges, Lais Lima, Manuela Rocha, Solange Miranda e Roberta Marangoni. Estamos sempre abertas a novas propostas de parceria para nos apresentarmos com o show de palco, cortejo, rodas de conversas, oficinas de percussão ou construção de instrumentos!

Estamos sediadas aqui no Espaço Cultural CITA, nossos ensaios acontecem todos os sábados das 10h as 12h30 e as oficinas para iniciantes as quintas-feiras das 19h às 20h30.

Baque Mulher, Guerreiras!

Contato produção

Roberta Marangoni (11) 998002474 

Cléia Varges (11) 986187470

 

E-mail: baquemulhersp@gmail.com

   © 2019 Espaço CITA

  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Youtube Icon
  • Black Instagram Icon

Espaço Cultural CITA - Rua Aroldo de Azevedo, 20

  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Youtube Icon
  • Black Instagram Icon